Pastoral

Dia Internacional da Mulher

11 Capa Marco B

“A mulher sábia constrói o seu lar, mas a que não tem juízo o destrói com as próprias mãos.” Prov. 14.1.
A Origem do Dia Internacional da Mulher

No dia 8 março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte-americana de Nova Iorque, ocuparam uma fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para 10 horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até 1/3 do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho. A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas num ato totalmente desumano.

Muitos outros protestos se seguiram nos anos seguintes ao episódio de 8 de março, destacando-se um outro em 1908, onde 15.000 mulheres marcharam sobre a cidade de Nova Iorque exigindo a redução de horário, melhores salários, e o direito a voto. No ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o “Dia Internacional da Mulher”, em homenagem às mulheres que morreram queimadas em 1857.

Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas). Ao se criar nesta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realiza-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado.

Conquistas das Mulheres Brasileiras

Podemos dizer que o dia 24 fevereiro 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no Executivo e Legislativo.

Em Efésios 5.22 a Bíblia ordena que a esposa seja submissa ao seu marido, no entanto esse texto não pode ser interpretado isoladamente. À luz de 1 Pedro 3.7, vemos que marido e mulher devem viver em comunhão e companheirismo, e que no lar cristão deve reinar um ambiente de paz, amor e parceria. “Porque para com Deus não há acepção de pessoas.” Romanos 2.11

Parabéns a todas as irmãs pelo Dia Internacional da Mulher!!! Deus as abençoe!

Pr. Vagner Vaelatti

Submit to FacebookSubmit to Google PlusSubmit to Twitter

Templo I - Rua Monteiro Soares Filho, 652
Vila Zelina

Templo II - Rua Marechal Malet, 611
Parque Vila Prudente

Horário de atendimento: segunda a sexta das 8h às 17h
contato: (11) 2347-9141